Sábado, 27 de Março de 2010

Como saber se o catalisador do carro está com problemas?

Para entender a razão pela qual um catalisador está com algum problema, primeiro você precisa saber como ele funciona. O catalisador faz parte do sistema de escapamento do carro. Ele converte componentes nocivos dos gases de escapamento em componentes inofensivos. Em um carro de passageiros comum, o catalisador, que tem a forma semelhante à de um silenciador, fica entre o motor e o silenciador, na parte de baixo do carro, geralmente abaixo do banco do passageiro. Talvez você já tenha sentido seu calor através do assoalho em uma viagem longa. Os catalisadores são itens de série nos carros americanos desde meados dos anos 70 (no Brasil, em alguns a partir de 1992 e em todos de 1997 em diante). O catalisador também impulsionou a utilização da gasolina sem chumbo. A gasolina com chumbo contamina o agente catalisador usado no conjunto, destruindo sua utilidade e levando-o a entupir. Depois que os gases queimados do motor passam pelo catalisador, passam também pelo silenciador (ou silenciadores, dependendo do modelo do automóvel). Alguns veículos usam também um pré-catalisador para desempenhar uma função similar. O catalisador tem o mesmo tempo de vida útil do carro e raramente apresenta problemas de entupimentos parciais ou totais durante toda sua vida. O interior do catalisador é como uma colméia com passagens ou pequenas contas de cerâmica revestidas com metais catalisadores. Uma reação química ocorre para que os poluentes não sejam tão nocivos. Há muitas passagens para os gases queimados fluírem, permitindo assim o máximo de área de superfície para os gases quentes passarem. Os catalisadores possuem: * Catalisadores de oxidação: metais como paládio (Pd) e platina (Pt) em quantidades bem pequenas (para manter o catalisador com preço baixo) convertem os hidrocarbonetos da gasolina não queimada e o monóxido de carbono em dióxido de carbono e água. * Catalisadores de redução: metais como paládio (Pd) e ródio (Rh), também em quantidades bem pequenas, convertem o óxido de nitrogênio em nitrogênio e oxigênio. O óxido de nitrogênio contribui para a névoa fotoquímica (smog). Muitos estados americanos possuem testes anuais de emissões gasosas pelos veículos nos quais é verificada a composição dos gases no momento, verificando-se também durante a inspeção a falta ou a perda de ação de um catalisador. Em alguns estados e localidades é proibido retirar um catalisador instalado de fábrica. Um mecânico, às vezes, pode remover temporariamente o catalisador, substituindo-o por um tubo de teste, mas as normas sobre isso podem variar de lugar para lugar. Há dois modos de um catalisador se estragar: * pode vir a se entupir; * pode vir a se contaminar. Não há realmente uma "janela de inspeção" para o consumidor ou mecânico ver um entupimento real no conversor. Geralmente, o único modo de dizer se um catalisador está com problema (entupido) é retirá-lo e verificar o desempenho do motor. Quando há suspeita de que um catalisador está entupido, alguns mecânicos removem temporariamente o sensor de oxigênio (O2) do escapamento antes do catalisador e observam se há alteração no desempenho. Os catalisadores dependem do recebimento da mistura apropriada dos gases de escapamento na temperatura adequada. Quaisquer aditivos ou falhas que causem alteração da mistura ou da temperatura dos gases de escapamento reduzem a eficácia e a vida útil do catalisador. A gasolina com chumbo e o uso excessivo de certos aditivos de combustível podem encurtar a vida útil do catalisador. Um catalisador também pode deixar de funcionar corretamente pelos seguintes motivos: * válvulas de escapamento do motor danificadas; * velas sujas que fazem com que o combustível não queimado superaqueça o catalisador. Às vezes pode-se concluir que o catalisador está entupido quando o carro não anda o que deveria quando se pisa no acelerador. Também há geralmente um sensível aumento de consumo de combustível, associado ao catalisador entupido. Um catalisador parcialmente entupido muitas vezes age como um regulador de rotação, limitando-a a uma marcha lenta mais rápida. Um catalisador totalmente entupido faz com que o motor pare de funcionar depois de alguns minutos por causa do aumento da contrapressão no escapamento. O catalisador, como o resto do sistema de controle de emissões, tem geralmente uma garantia que excede a de outros componentes do carro americano típico. Aqui vai um lembrete de segurança: não estacione seu carro sobre a grama alta ou pilhas de folhas secas. O catalisador normalmente fica quente o suficiente para iniciar um incêndio! E lembre-se que você pode mantê-lo funcionando bem desde que mantenha o sistema de ignição em ordem, evitando assim que qualquer combustível não queimado entre no catalisador.

"HowStuffWorks - Como eu sei que o catalisador do carro está com problema?".  Publicado em 04 de outubro de 2000  (atualizado em 02 de abril de 2007) http://carros.hsw.uol.com.br/questao482.htm  (27 de março de 2010)

publicado por adm às 16:26
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.tags

. abs

. actualidade

. adblue

. admissão

. admissão variável

. air bag

. amortecedor

. ângulo morto

. aquecimento

. ar

. arrefecimento

. árvores de cames

. as cores mais populares do mundo

. automoveis

. binário

. binário do motor

. biodiesel

. bomba direcção

. caixa automatica

. caixa automática

. caixa dsg

. caixa embraaegm dupla

. calços

. câmbios automáticos

. cames

. carros

. carros a diesel

. carros electircos

. catalisadores

. catalizador

. caudalimetro

. circuito refrigeração

. city safety

. combustível

. concelhos

. correia

. curiosidades

. curve control

. da cabeça do motor

. dicas

. dicionário do motor

. diesel

. diferencial

. direcção

. direcção assistida electro-hidráulica

. direitos quando leva o carro à oficina

. discos

. dpf

. egr

. embraagem

. emissões

. esp

. fap

. farois

. filtro ar

. filtro de combustível

. filtro de partículas (fap/ dpf)

. filtro do óleo

. filtros de partículas

. flex

. ford

. formula zero

. gasolina vs diesel

. gestão

. helios concept

. ignição

. injecção

. líquido de travões

. lubrificantes

. luz

. maf

. medidor

. mitos

. mola

. mola suspensão

. motor

. motor hcci

. motor híbrido a ar

. motores

. nitrous

. nos

. noticias

. novidades

. oficina

. óleo de travões

. oleos

. pneus

. portugal

. potencia

. segurança

. sensor

. suspensão

. travões

. turbo

. turbos

. valvula

. valvulas

. velas

. velas de ignição

. vida

. todas as tags

.links

.arquivos

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Outubro 2016

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

.subscrever feeds