Quinta-feira, 15 de Abril de 2010

Suspensão activa; Suspensão convencional; Suspensão McPherson.

Suspensão activa

O sistema de suspensão activa tem a capacidade de se ajustar continuamente às alterações das condições da estrada. O sistema alarga os parâmetros de projecto monitorizando e ajustando-se constantemente, alterando assim o seu carácter de forma contínua. Os sistemas de suspensão activa possuem um computador que transmite a um poderoso actuador em cada roda exactamente quando, como, em que distância e com que velocidade se deve mover. Os movimentos da roda deixam de estar sujeitos às interacções aleatórias entre a estrada e as diversas molas, amortecedores, e dispositivos à prova de viragem. O computador que toma estas decisões recorre a uma rede de sensores para medir, por exemplo, a velocidade do veículo, acelerações longitudinais e laterais, e forças e acelerações presentes em cada roda. O computador ordena então à roda que se mova de modo ideal para as circunstâncias existentes.

Dependendo da constituição do sistema de suspensão

1. Suspensão convencional

Nesta configuração, o amortecedor não é uma parte estrutural do sistema de suspensão. Isto significa que, mesmo que o amortecedor esteja completamente gasto ou até ausente, continua a ser possível levar o veículo até à oficina e reparar o problema. Nesta situação, a posição da roda (dada pelos braços superior e inferior), assim como a altura entre o chassis e a estrada (dada pela mola) permanecerá a mesma. No sistema de suspensão convencional, a mola e o amortecedor encontram-se sempre montados separadamente como duas peças diferentes.

2. Suspensão McPherson

Este é actualmente, sem dúvida, o sistema de suspensão dianteira mais usado nos veículos de origem europeia. O sistema inclui basicamente uma mola do tipo «estrutura» e um combinado de amortecedor, a parte superior da espiral apoia-se no chassis do veículo, e a inferior no prato inferior da mola integrado no corpo do amortecedor, que também constitui o eixo pivotante da direcção. Quando conduzimos, torcemos fisicamente a estrutura e o cárter do amortecedor (e, consequentemente, a mola) para virar a roda, e todo o conjunto se vira numa placa de apoio ou rolamento no topo (conjunto de suporte), e na junta esférica do braço inferior, o que permite que se realize um movimento de torção.

Fonte:http://www.autoaftermarketnews.com

publicado por adm às 22:56
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.tags

. abs

. actualidade

. adblue

. admissão

. admissão variável

. air bag

. amortecedor

. ângulo morto

. aquecimento

. ar

. arrefecimento

. árvores de cames

. as cores mais populares do mundo

. automoveis

. binário

. binário do motor

. biodiesel

. bomba direcção

. caixa automatica

. caixa automática

. caixa dsg

. caixa embraaegm dupla

. calços

. câmbios automáticos

. cames

. carros

. carros a diesel

. carros electircos

. catalisadores

. catalizador

. caudalimetro

. circuito refrigeração

. city safety

. combustível

. concelhos

. correia

. curiosidades

. curve control

. da cabeça do motor

. dicas

. dicionário do motor

. diesel

. diferencial

. direcção

. direcção assistida electro-hidráulica

. direitos quando leva o carro à oficina

. discos

. dpf

. egr

. embraagem

. emissões

. esp

. fap

. farois

. filtro ar

. filtro de combustível

. filtro de partículas (fap/ dpf)

. filtro do óleo

. filtros de partículas

. flex

. ford

. formula zero

. gasolina vs diesel

. gestão

. helios concept

. ignição

. injecção

. líquido de travões

. lubrificantes

. luz

. maf

. medidor

. mitos

. mola

. mola suspensão

. motor

. motor hcci

. motor híbrido a ar

. motores

. nitrous

. nos

. noticias

. novidades

. oficina

. óleo de travões

. oleos

. pneus

. portugal

. potencia

. segurança

. sensor

. suspensão

. travões

. turbo

. turbos

. valvula

. valvulas

. velas

. velas de ignição

. vida

. todas as tags

.links

.arquivos

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Outubro 2016

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

.subscrever feeds