Sábado, 23 de Julho de 2011

City Safety da Volvo reduz drasticamente acidentes, diz estudo

O estudo é pioneiro neste campo e mostra que o Volvo XC60 com City Safety se envolve em menos acidentes do que outros SUV ou outros modelos da Volvo sem este sistema

 

Um estudo sobre a sinistralidade mostra que o Volvo XC60 tem uma baixa taxa de acidentes – graças ao sistema City Safety, que trava automaticamente o carro para evitar a colisão. Este é o primeiro estudo que prova, com números, que os sistemas electrónicos anti-colisão permitem melhorar significativamente a segurança do veículo e dos passageiros.


  

O XC60 viu-se envolvido em menos 27% de acidentes do que os seus concorrentes de segmento, de acordo com um estudo divulgado pelo Highway Loss Data Institute, instituto norte-americano que estuda a sinistralidade rodoviária. O XC60 esteve também envolvido em menos 51% acidentes com lesões corporais.


  

Face aos restantes Volvo sem o sistema City Safety, o XC60 tem 19% menos probabilidade de se envolver em acidentes com danos materiais, diz o relatório. E, acrescenta o estudo, ficou provado que esta diminuição de acidentes não se deve ao facto de os condutores Volvo serem mais cautelosos, mas sim aos sistemas anticolisão.


  

O City Safety é oferecido de série no Volvo XC60. Utiliza uma câmara para detectar possíveis colisões, até uma velocidade de 30 km/h. Quando o perigo é iminente avisa o condutor com um sinal sonoro e, se este não reagir a tempo, aplica automaticamente a força de travagem máxima para evitar (ou atenuar) o acidente.


  

"Os erros dos condutores são responsáveis ??por 90% dos acidentes", explicou Adrian Lund, presidente do instituto responsável pelo estudo. "Esta é a primeira tecnologia que pode chegar ao motorista no momento do perigo e alertá-lo em tempo útil”, acrescenta o responsável.

 

Veja como funciona o Sistema City Safety, da Volvo:

 

 fonte:http://turbo.sapo.pt/

publicado por adm às 09:27
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 8 de Junho de 2011

Ar-comprimido no motor reduz consumo de combustível à metade

Motor híbrido a ar

Os veículos híbridos e elétricos capturam a energia dos freios, transformando-a em energia elétrica, que é utilizada para recarregar as baterias.

Per Tunestal, engenheiro da Universidade de Lund, na Suécia, diz ter uma ideia melhor.

Segundo ele, seria melhor usar a energia das frenagens para comprimir ar dentro de um pequeno cilindro.

Esse ar pode ser então usado para ajudar a empurrar os pistões do motor, em um conceito conhecido como motor híbrido a ar, ou híbrido pneumático.

Quando há ar disponível no reservatório, o motor passa a funcionar no chamado "modo compressor", em que a explosão do combustível é substituída pelo ar-comprimido.

Motores multicombustível

O conceito não é novo. A montadora Ford levou-o bastante a sério há cerca de uma década, mas arquivou o projeto por dificuldades tecnológicas.

Mas Tunestal afirma que agora a tecnologia é totalmente realística, exigindo poucas alterações no projeto de um carro normal para chegar ao mercado.

Segundo o pesquisador, toda a tecnologia para construção do motor híbrido a ar está disponível, não exigindo nenhum material especial. Além disso, o motor híbrido pneumático é menor do que o motor híbrido elétrico, otimizando o projeto dos carros.

A tecnologia pode ser usada com motores a gasolina, etanol, gás natural ou diesel.

 

Motor quase real

"Esta é a primeira vez que alguém faz experimentos em um motor real. As pesquisas até hoje eram apenas teóricas. Além disso, nós usamos dados que resultam em ciclos de rodagem realistas, como, por exemplo, dados dos padrões de direção dos ônibus de Nova Iorque," afirma Sasa Trajkovic, coautor da pesquisa.

Os resultados indicam que os maiores ganhos do motor híbrido a ar vêm justamente dos padrões de uso urbano dos veículos, que andam e param constantemente.

"Minhas simulações mostram que os ônibus urbanos podem ter uma redução no consumo de combustível de até 60% com o uso dos motores híbridos a ar," afirmou Trajkovic.

A eficiência de conversão da energia das frenagens em ar-comprimido, e daí em energia utilizável pelo motor, chegou a 48%, equivalente à dos veículos híbridos elétricos.

O motor real utilizado nos testes, contudo, tem apenas um cilindro. O próximo passo da pesquisa será construir um motor híbrido a ar de quatro cilindros, o que poderá colocar a tecnologia mais próximo da utilização prática.

fonte:http://www.inovacaotecnologica.com.br/n

publicado por adm às 22:03
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 29 de Janeiro de 2011

As cores de carros mais populares do mundo

 

De acordo com os resultados de 2010 do Relatório Global de Popularidade de Cor Automóvel, anunciados na semana passada, o prateado e o preto continuam a competir pela liderança das tendências de cor em veículos. O relatório, que é a fonte original e mais fidedigna acerca das informações sobre a popularidade das cores e as suas tendências, mostra que apenas dois pontos percentuais separam o prateado (26 por cento) do preto (24 por cento), como a escolha líder a nível mundial de cor para veículos. O branco, branco perlado e cinza empatam no terceiro lugar, e o vermelho situa-se no quinto lugar aumentando a sua popularidade, sendo a única cor não neutra no top cinco das escolhas de cor mundiais. 

Na Europa, o preto e o preto com efeitos, lideram a tabela global em quase todas as categorias de veículos, contando com 24 pontos percentuais. A cor cinza é agora uma segunda escolha global, com 19 pontos percentuais, e o prateado desceu para o terceiro lugar, com 17 por cento de popularidade na Europa. Existem, no entanto, excepções: por exemplo, a cor cinza domina no segmento dos carros intermédios e monovolumes (MPV), mas apenas por uma pequena margem.

Linda Van Calster, marketing communications manager DuPont Refinish, EMEA, afima, “o relatório indica que as cores neutras continuam a ser as mais populares na Europa, juntamente com o preto, cinza e prateado, todas elas competindo pelo primeiro lugar. Contudo, como os consumidores exigem mais inovação no design e no estilo dos veículos, é necessário criar cores mais complexas, mesmo numa paleta neutra. É imperativo que a DuPont Refinish, como marca de repintura líder de mercado, consiga igualar correctamente estas novas cores OEM e colocá-las no mercado rapidamente. E é neste ponto que a nossa estreita ligação com a empresa de pintura OEM da DuPont é crucial para nos ajudar a manter vantagem sobre a concorrência”.

O relatório inclui informações sobre tendências regionais das 11 principais regiões do mundo, no que toca aos automóveis – incluindo, pela primeira vez, a África do Sul. É o relatório mais abrangente sobre a popularidade mundial de cor em automóveis, e continua a ser o primeiro do seu género com uma compilação numa base global. Para ler o relatório completo, visite http://onlinepressroom.net/DuPont_Europe_Middle_East_Africa/NewsReleases/.

A DuPont Refinish é a marca de repintura global e dinâmica. Proporcionamos o aumento da produtividade às oficinas, desde o momento da recepção até à entrega do veículo reparado, através de sistemas de pintura exclusivos e inovadores, e de soluções empresariais adaptadas.

fonte:autoaftermarketnews

publicado por adm às 22:28
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.tags

. abs

. actualidade

. adblue

. admissão

. admissão variável

. air bag

. amortecedor

. ângulo morto

. aquecimento

. ar

. arrefecimento

. árvores de cames

. as cores mais populares do mundo

. automoveis

. binário

. binário do motor

. biodiesel

. bomba direcção

. caixa automatica

. caixa automática

. caixa dsg

. caixa embraaegm dupla

. calços

. câmbios automáticos

. cames

. carros

. carros a diesel

. carros electircos

. catalisadores

. catalizador

. caudalimetro

. circuito refrigeração

. city safety

. combustível

. concelhos

. correia

. curiosidades

. curve control

. da cabeça do motor

. dicas

. dicionário do motor

. diesel

. diferencial

. direcção

. direcção assistida electro-hidráulica

. direitos quando leva o carro à oficina

. discos

. dpf

. egr

. embraagem

. emissões

. esp

. fap

. farois

. filtro ar

. filtro de combustível

. filtro de partículas (fap/ dpf)

. filtro do óleo

. filtros de partículas

. flex

. ford

. formula zero

. gasolina vs diesel

. gestão

. helios concept

. ignição

. injecção

. líquido de travões

. lubrificantes

. luz

. maf

. medidor

. mitos

. mola

. mola suspensão

. motor

. motor hcci

. motor híbrido a ar

. motores

. nitrous

. nos

. noticias

. novidades

. oficina

. óleo de travões

. oleos

. pneus

. portugal

. potencia

. segurança

. sensor

. suspensão

. travões

. turbo

. turbos

. valvula

. valvulas

. velas

. velas de ignição

. vida

. todas as tags

.links

.arquivos

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Outubro 2016

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

.subscrever feeds